Memorial traz história de Chico Science



01 Junho 2018

por Fernando Rosa

O Memorial Chico Science é um espaço dedicado a contar a história de um dos músicos mais importantes do Brasil. Projetado pelo festival Abril Pro Rock, e morto em acidente de carro, em 1997, Chico Science foi um dos criadores do movimento manguebeat, em meados da década de 1990. Natural de Recife, capital de Pernambuco, no Nordeste brasileiro, ele promoveu a integração das linguagens regionais com a música universal.

Chico Science foi líder da banda Chico Science & Nação Zumbi, deixou dois discos gravados: Da Lama ao Caos e Afrociberdelia. Segundo a Wikpedia, os álbuns foram incluídos na lista dos 100 melhores discos da música brasileira da revista Rolling Stone - Da Lama ao Caos na 13ª posição e Afrociberdelia na 18ª. Em outubro de 2008, Chico Science ocupou a 16ª posição na Lista dos Cem Maiores Artistas da Música Brasileira, também da Rolling Stone.



De acordo com o site do memorial, os destaques do espaço são as curiosidades contadas, como a idolatria de Chico por influências variadas, que incluem James Brown, Nick Drake e Mestre Salustiano, figura importante do maracatu regional. A videoteca, que compila praticamente todo o material audiovisual feito com Chico enquanto vivo, é exibida ininterruptamente. O memorial ainda reúne clipes, reportagens e imagens de shows.



O memorial está localizado no Pátio de São Pedro, Casa 21, Bairro de São José, Recife, Pernambuco. O horário de funcionamento é de segunda à sexta-feira, das 9h às 17h. O telefone de contato é (81) 3355-3158 e 3355-3159.






POSTADO EM: /Trilhas Sonoras