El Mapa de Todos aprovado em edital da Sedac-RS



09 Junho 2018

da Redação

O projeto para realização da oitava edição do festival El Mapa de Todos foi aprovado no edital #juntospelacultura_2", da Secretaria de Cultura do Rio Grande do Sul. O El Mapa de Todos contava, desde sua segunda edição, com patrocínio da Petrobras, na condição de festival convidado. No final do ano passado, a Petrobras retirou o apoio aos festivais musicais, em especial os independentes. O festival ocorrerá ainda no segundo semestre em data a ser confirmada. 

Com apoio da SEDAC-RS, o principal festival brasileiro voltado para a integração latino-americana será realizado em 2008, mesmo que em condições mais modestas, segundo seus organizadores. O Festival El Mapa de Todos é realizado anualmente em Porto Alegre, desde sua segunda edição, em 2011. Nesse período, tornou-se a plataforma de conexão musical latina mais importante do Brasil, com reconhecimento em toda a América Latina.

O El Mapa de Todos é considerado um festival com a curadoria apurada, que contempla a história da música latina e, ao mesmo tempo, sintoniza a vanguarda da região. Pelo seu palco já passaram os principais artistas latinos da atualidade, como Bomba Estéreo e Los Pirañas (Colômbia), Bareto (Peru), Xoel López (Espanha), Gepe (Chile), Daniel Viglietti (Uruguai), Babasónicos (Argentina), Juan Cirerol (México), além dos brasileiros Francisco el hombre e Boogarins, entre outros.

“O festival El Mapa de Todos é conceitualmente muito importante para que a gente mantenha a cena local da América Latina viva. Para nós, foi um grande mérito fazer parte dele, pois conseguimos chegar ao Brasil com bastante força”, afirmou Gérman Cohen, do grupo argentino Onda Vaga, um dos destaques do festival em 2014, em entrevista ao jornal Correio do Povo, em outubro do ano passado.

Como resultado do festival, a circulação e o intercâmbio de artistas cresceu em grande escala, abrindo novos mercados para artistas latinos no Brasil e para brasileiros nos países vizinhos. Os gaúchos também ganharam com a plataforma, do que é melhor exemplo o grupo Yangos, de Caxias do Sul, que hoje leva a música gaúcha para o país e o exterior.

Ouça quem já tocou no festival:






POSTADO EM: /Festival /8ª Edição