Nonato, um cavaquinho na lambada



06 Agosto 2018

por Fernando Rosa

O chorinho está na origem do DNA da lambada, junto com os ritmos regionais do Norte e a música latina, dizem os pesquisadores. A maioria dos principais mestres do gênero, como Mestre Vieira, começou tocando cavaquinho, fato determinante para definir um jeito especial de executar o novo instrumento. Não foram muitos que se mantiveram fiéis ao instrumento inicial, mas alguns conquistaram destaque regional, entre eles Nonato do Cavaquinho.

"O cavaquinho é o primeiro instrumento dos mestres amazonenses como Magalhães da Guitarra e André Amazonas", disse o guitarrista Rosivaldo Cordeiro, em entrevista ao portal Senhor F. Segundo ele, André Amazonas, por exemplo, "ensinou seu irmão mais novo, Nonato do Cavaquinho". Nonato, no entanto, completa ele, não migrou para a guitarra elétrica e se manteve ao cavaquinho, fazendo uma escola.



Nonato do Cavaquinho é oriundo de Manacapuru, na região metropolitana de Manaus, capital do estado, onde cresceu e aprendeu a tocar vários instrumentos. Já em Manaus, integrou uma turma de músicos que contava com Teixeira de Manaus, Magalhães da Guitarra e Gilson, entre outros. Ainda na ativa, Nonato gravou sete discos entre 1984 e 1990, em vários deles acompanhados pela banda da gravadora local, Gravasom, com Manoel Cordeiro nos teclados e Barata na guitarra.



Discografia

- Nonato do Cavaquinho - Um cavaquinho diferente (1984)
- Nonato do Cavaquinho - Alegria, alegria, alegria (1985)
- Nonato do Cavaquinho - Um cavaquinho no Natal (1985)
- Nonato do Cavaquinho - Cumbia exportação (1986)
- Nonato do Cavaquinho - Nonatomania (1987)
- Nonato do Cavaquinho - As lambadas do Nonato (1988)
- Nonato do Cavaquinho - Soy loco por ti, América (1990)






POSTADO EM: /#Lambada40Anos