Alypyo Martins / O Rei do Carimbó (vol 2)



07 Setembro 2019

por Fernando Rosa

Lançado em 1974, “O rei do carimbó - Vol 2”, pelo selo Som Hi-Fi/Copacabana, dava continuidade a série que chegou até o volume 4, em 1976. O volume 1 da série “O rei do carimbó” foi lançado em 1973, mesmo ano da estreia do conterrâneo Pinduca. O disco abria com seu maior sucesso, a música “Piranha”, de autoria de Aramis de Lara e E. Figueiredo.

Com sua foto na capa, com pose de artista francês dos anos sessenta, o disco apostava em transformar Alypyo Martins em destaque do novo gênero. Nos anos setenta, os ritmos regionais ganhavam espaço no universo pop, na onda da invasão nordestina. Com isso, o carimbó chamava a atenção das grandes gravadoras, que apostaram em artistas como Alypyo Martins e Pinduca. Além de “Piranha”, o disco traz vários hits que marcaram a carreira de Alypyo Martins ao longo dos anos.



Na série “Raízes Nordestinas”, em CD, lançado EMI em 1999, foram incluídas cinco das doze faixas do disco. Alypyo Martins é autor de nove canções, com vários parceiros. Por conta de “Piranha”, o disco é um dos mais valorizados e raros do artista. Os demais títulos da série “rei do carimbó” também fizeram sucesso na errática carreira de Alypyo, iniciada cantando Jovem Guarda, desde 1969.

Em 1978, ele gravou um disco conceitual sob o pseudônimo de Patrick - “O homem pássaro”, buscando aproximar-se da elite intelectual do Sudeste. Depois, gravou soul em inglês para tentar driblar o preconceito das rádios FM com os gêneros populares.






POSTADO EM: /Resenha