Festivais promovem conexão da música iberoamericana



26 Abril 2013

da Redação

A idéia de festivais iberoamericanos prosperou em toda a América Latina e região iberoamericana, especialmente a partir dos últimos anos. No Brasil, o novato festival El Mapa de Todos – realizado em Porto Alegre, e indo para a quarta edição – já transformou-se na principal plataforma de contato e intercâmbio do Brasil com o mundo da música em espanhol. Outros festivais, com o mega Vive Latino, que acontece na Cidade do México, em sua décima-terceira edição neste ano, é uma espécie de inspirador das demais iniciativas. Mas todos, apesar dos portes diferentes, buscam conectar-se em busca da construção de novas relações com conteúdo, transparência política-cultural e sustentabilidade.

Um dos primeiros eventos do ano, o Festival Centro, em Bogotá, na Colômbia, já ocorreu no último dia 20, com participação de grupos como Los Bunkers (do Chile) e Enjambre e Juan Cirerol (ambos do México), além de artistas anglo-saxãos e locais. Já em fevereiro acontece o Festival Verde de Cultura Musical no Panamá, entre os dias 20 e 23, com participação de artistas como Café Tacuba, Astro, Juan Cirerol e Cienfue. Também em fevereiro, entre os dias 9 e 12, tem o Festival RecBeat em Recife, no Brasil, que agrega atrações latinas, desta vez os colombianos Monsieur Periné e o rapper MCKlopedia, da Venezuela.

Em março, foi a vez do Vive Latino com seus quatro palcos, incluindo o Carpa Intolerante, receber mais de uma centena de artistas, entre os quais os “estrangeiros” Blur e uma maioria de latinos como Los Fabulosos Cadillacs, El Mato a Un Policía Motorizado e Franny Glass. Também em março, 6, aconteceu o Festival Neutral 2013, em Santiago, Chile. Iniciando abril, acontece o festival Estéreo Picnic, em Bogotá, na Colômbia, reunindo artistas internacionais como The Killers e latinos como Café Tacuba, Vetusta Morla, Carla Morrison e também Juan Cirerol - um dos artistas que mais circula atualmente pela plataforma de festivais -, além dos locais.

Ainda em abril, entre os dias 12 e 14, em Montevidéu, teremos o Festival ContraPedal destacando um forte lineup com presença de Juan Cirerol, Carla Morrison e Cienfue. Já em julho, entre os dias 16 e 22, a produtora Esmerarte lança a primeira edição do festival PortAmerica, no espaço de Porto do Molle,em Nigrán, ao lado da Playa America, uma das mais famosas da Espanha e da Europa, com shows de artistas como a mexicana Zoé e os locais Vetusta Morla e Xoél Lopez. Um mês antes, o Selvámos - Festival de Música y Artes de la Selva Central, ocorre em Oxapampa, na selva peruana, entre os dias 22 e 28 de junho, reunindo artistas de cumbia, ska, rock e blues.

Também no meio do ano acontece o festival Rock al Parque, em Bogotá, Colômbia, organizado pela Prefeitura da capital colombiana, e um dos maiores eventos do gênero na América Latina, realizado ao ar livre e gratuito. Em entre 19 e 23 de junho, ocorre o Festival Ciudad Emergente, da mesma forma patrocinado pela Prefeitura de Buenos Aires, que entra em sua sexta edição, com grande presença de público. Outros eventos acontecerão no segundo semestre, em diferentes países, entre eles o Festival El Mapa de Todos, já confirmado por o mês de novembro, em Porto Alegre, o Festival Circulart em Meddelin, na Colômbia e o Music Is My Girlfriend, em Buenos Aires.

Além de promover a integração musical, os festivais também vem sendo importante ferramenta de intercâmbio entre os principais produtores da região, que apostam em uma nova plataforma com sustentabilidade cultural e econômica. Nesse sentido, assim como já é tradição no Brasil, os eventos são sempre acompanhados de seminários, workshop e, em muitos casos, de feiras, que promovem o debate de idéias e divulgação de discos, livros e outras obras relacionadas. No Brasil, os festivais El Mapa de Todos e Recbeat são filiados a FBA - Festivais Brasileiros Associados, entidade que congrega os maiores e mais importantes festivais independentes do país, presidida por Paulo André Moraes, organizador do festival Abri Pro Rock, em Recife.

(na foto: Franny Glass e Pablo Dacal, no festival El Mapa de Todos)






POSTADO EM: /Festival /4ª edição