La Vela Puerca fecha segundo dia do El Mapa de Todos



10 Novembro 2013

da Redação

Definido com o “atlas del sonido sudamericano”, pela revista Rolling Stone da Argentina, o festival El Mapa de Todos traz neste ano 15 apresentações, tendo as locais Comunidade Nin-Jitsu e Ultramen, e a uruguaia La Vela Puerca, como healiners. Os venezuelanos Los Mentas, por sua vez, retorna ao festival à pedido do público gaúcho, depois do show histórico realizado na edição de 2011.

O festival também traz pela primeira representantes da Colômbia e da República Dominicana, o quinteto Esteban Copete y Su Kinteto Pacífico e o duo feminino Las Acevedo. O grupo colombiano chega ao Brasil com apoio do movimento Cali Suena em Vivo, formado por casas de shows, produtores e artistas, que promove a cena musical local e a difusão da música do país no mundo.

Outros artistas latinos presentes no palco do El Mapa de Todos são o também uruguaio Max Capote, a argentina Valle de Muñecas e, ainda, o duo Finlândia formado por um argentino e um brasileiro. De outros estados, se apresentam Esperando Rei Zula, de Brasília, e ruído/mm, de Curitiba, além dos locais Ian Ramil, Frida, O Curinga e os clássicos Acústicos & Valvulados.

Vejam a seguir, quem são os artistas que se apresentam na segunda noite do evento, no dia 27 de novembro.

ESPERANDO REI ZULA

Esperando Rei Zula é uma espécie de supergrupo de Brasília, formado por músicos de diferentes e clássicas bandas locais. São eles Esdras Nogueira (sax), Gabriel Coaracy (bateria) e Xande Bursztyn (trombone), do Móveis Coloniais de Acaju, Rafael Farret (guitarra) e Seu Dreher (teclado), ambos do Bois de Gerião, e Pedro Ivo (baixo), do Prot(o). A banda faz um som instrumental inspirado nos mestres do ska jamaicano e do movimento 2 Tone, tendo influência de rock, jazz e música brasileira. Esperando Rei Zula traz para o palco do festival El Mapa de Todos clássicos brasileiros, especialmente, com destaque para a obra de Villa Lobos, em versões, reggae, ragga e dub.



RUÍDO/MM

Natural de Curitiba, a banda curitibana ruído/mm (ruído por milímetro), tem 10 anos de carreira e três discos lançados. Além de Giovani “Giva” Farina (bateria) e Sergio Liblik (piano), a nova formação do ruído conta com Rafael Panke (baixo), Ricardo “Pill” Oliveira (guitarra) e André Ramiro (guitarra). Em 2012, o portal Scream & Yell elegeu o show da banda como um dos cinco melhores do ano, ao lado de Jair Naves, Macaco Bong, Bixiga 70 e Silva. A banda ruído / mm (ruído por milímetro) agrega ao festival El Mapa de Todos “silêncio e barulho, afago e porrada, introspecção e loucura, como a cidade de Curitiba”, como definiu o jornal paranaense Gazeta do Povo.



FRIDA

A banda Frida é de Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre. O grupo é formado por Sandro Silveira (guitarra e voz), Andriel Cimino (guitarra), Vinicius Braga (baixo) e Eduardo Schönardie (bateria). Tem dois EPs no currículo, além de um single, com o hit “Conversas Intermináveis”, lançado recentemente. Enquanto grava o primeiro disco, com produção de Iuri Freiberger, a banda destacou-se em festivais e eventos como Noite Senhor F, Morrostock, Festmalta, Rock na Praça e Acid Rock. Frida é a nova música gaúcha no palco do El Mapa de Todos, “um nome para anotar e verificar onde estarão em alguns anos”, como alertou Marcel Bittencourt, no site POA SHOW.



VALLE DE MUÑECAS

Natural de Buenos Aires, Valle de Muñecas surgiu em 2003, transformando-se em um dos grupos mais importantes do rock argentino. Integram o grupo atualmente Fernando Blanco (guitarra), Luciano Esain (batería e vocais), Mariano López Gringauz (baixo) e Mariano Manza Esain (voz e guitarra). Valle de Muñecas tem três discos lançados pelo selo independente argentino Scatter Records, o último "La autopista corre del océano hasta el amanecer". O disco foi considerado um dos melhores do ano pela maioria das publicações especializadas do país. Valle de Muñecas traz o rock de Buenos Aires, com acento folk-pop, para o palco do El Mapa de Todos.



LA VELA PUERCA

La Vela Puerca é atualmente a mais importante banda de rock da América do Sul. É dona de um dos shows mais intensos e agitados da cena musical latina, com sua combinação de rock, reggae e ska. La Vela Puerca surgiu em 1995, e tem seis discos lançados, sendo o último batizado de “Piel y Hueso”. Integran a banda Sebastián Teysera, (voz); Nicolás Lieutier (bajo); Sebastián Cebreiro (voz); José Canedo (batería); Rafael Di Bello (guitarra); Santiago Butler (guitarra); Carlos Quijano (saxofón) e Alejandro Piccone (trompeta). Neste ano, lotaram por três dias o Luna Park, em Buenos Aires, e realizaram turnê pelos Estados Unidos. La Vela Puerca é a tradição do melhor rock platino e latino no palco do El Mapa de Todos.



* Ingressos nas Lojas Multisom e nos site do Opinião - www.opiniao.com.br

 






POSTADO EM: /Festival /4ª edição